O esforço dos cientistas em busca da criação de vida artificial resultou em um novo grande passo: a produção da primeira célula funcional feita de plástico.

Esta é a primeira célula eucariótica – que contém dentro da sua membrana um núcleo e outras subunidades conhecidas como organelas – a ser produzida de polímeros.

cell

As células eucarióticas são fundamentais para todas as vidas complexas, dando origem a animais e plantas. Além do mais, suas organelas permitem que funções especializadas sejam desempenhadas, variando de célula para célula.

Durante a criação da célula feita de plástico, os investigadores da Universidade de Radboud, na Holanda, utilizaram uma gota de água como estrutura de base e nela implantaram pequenas esferas de poliestireno cheias de enzimas para ocupar o papel de núcleo e organelas. A partir daí, encapsularam todo esse material em um revestimento feito de polímero no lugar da parede celular.

O resultado da experiência em muito assemelha-se a uma célula real, e o melhor de tudo é que tal estrutura realmente é capaz de realizar processos químicos de várias etapas, assim como uma célula normal.

A criação dessa pequena célula feita de plástico representa um grande passo, não apenas para o biologia sintética, mas também para a química. Como as células são eficientes no desempenho de processos químicos, espera-se que novas técnicas sejam desenvolvidas, como fotossíntese artificial e produção de biocombustíveis.

Fontes: Gizmodo e GVT Labs