Chupar um sorvete pode tornar-se uma experiência ainda melhor, graças aos cientistas que descobriram uma nova fórmula que o impede de derreter e o torna mais cremoso e saudável.

Cientistas da Universidade de Edimburgo e de Dundee, na Escócia, descobriram uma proteína natural que pode ser usada para criar um sorvete muito mais resistente ao calor e não derrete.

O recurso a esta proteína, que liga as gorduras e a água presentes na fórmula do sorvete, permitirá também torná-lo mais cremoso e reduzir as gorduras saturadas. O resultado? Um sorvete muito mais saudável e com menos calorias.

Por outro lado, e uma vez que este ingrediente mantém o produto congelado por muito mais tempo, poderá constituir uma vantagem para a indústria, uma vez que tornaria mais fáceis as entregas e distribuição dos sorvetes – atualmente dispendiosas, devido à necessidade de conservação a temperaturas muito baixas.

O único problema, assinala o Independent, é que este novo sorvete pode demorar entre três a cinco anos para chegar no mercado. A proteína, conhecida como BsIA, provém naturalmente de alguns alimentos mas para se utilizar nos sorvetes ela teria de ser produzida através de um novo método que recorre a bactérias não nocivas para a saúde humana. Ainda assim, os cientistas estão entusiasmados com a descoberta, que poderá melhorar os sorvetes tanto na ótica dos consumidores como na dos fabricantes.