Os brasileiros Rodrigo Sampaio e Carlos Eduardo Dias desenvolveram um carregador portátil chamado «Projeto Ônix», que é abastecido pela energia cinética gerada pelo movimento dos joelhos.

No seu quarto protótipo, o projeto é semelhante a uma armadura, que fica presa ao joelho para aproveitar a movimentação de ida e volta da perna.

Inventores brasileiros criam carregador portátil alimentado pelo joelho

Apesar de ser mais eficiente, o joelho não é a única articulação que pode ser usada. O telemóvel também poderia ser carregado durante uma atividade de levantamento de peso, por exemplo, se fosse o sistema fosse acoplado ao cotovelo.

Segundo os criadores, uma caminhada de três horas pode gerar capacidade de 9.000 mAh na bateria, suficiente para alimentar mais de uma vez a maioria dos smartphones. Agora, os criadores estão atrás de investimento para ajustar o projeto e tentar lançá-lo no mercado em 2016.