A oposição pró-impeachment criou uma chapa alternativa para disputar vagas na Comissão Especial da Câmara que vai analisar o impeachment da presidente Dilma Rousseff, claro que isso fez com que deputados da base aliada, pretender recorrer da medida.

Na semana passada, os líderes partidários, incluindo da oposição, fizeram um acordado para indicar os integrantes para formar uma chapa única. Já nesta segunda, a oposição acusou o governo de pressionar os partidos a indicarem os parlamentares mais sintonizados com o Palácio do Planalto e pleitearam o direito de apresentar uma chapa avulsa.  Cunha, então, fixou que a chapa alternativa poderia ter 33 nomes, metade do número de vagas mais um.

20151205164258congressojpeg620x425

Na reunião com os representantes dos partidos, os líderes da base do Governo, foram comunicados dessa decisão e ficaram revoltados, dizendo que o acordo feito na semana passada havia sido rompido.

“Houve uma verdadeira operação abafa”, disse o líder do DEM, Mendonça Filho (PE)

É o Governo Dilma tentando mais uma vez tentar acordo com deputados que eventualmente apoiam o arquivamento desse processo, para poder se safar do que mais queremos o ” Impecheament”!